Arquivo da tag: tea

Revistas sobre chá no ISSUU.com

[Atualizado em 01/04/2016]
Recentemente descobri o ISSUU.com, uma plataforma de publicação digital para revistas, catálogos, etc. Ele tem muitas revistas interessantes, inclusive sobre chá.

Fiz um apanhado das publicações sobre chá que achei interessante – “Stack” é como chamam isso no site. Nele, estão revistas que falam exclusivamente sobre chá, alguns sobre café e chá, revistas de gastronomia com algum artigo abordando chá como um dos temas da edição e uns livros sobre chá. Infelizmente, não há publicações em português neste meu stack – mas há em inglês, chinês, francês, japonês, espanhol e italiano. Talvez algum dia eu encontre alguma revista sobre chá em português e adicione nesse stack.

Segue o link para o stack:
http://issuu.com/ayumianraku/stacks/9978cb5239994bb3911f5ba783fbe83e

Um pouco da história do chá de Taiwan

Há alguns países e  regiões produtoras de chá que mudaram de nome desde que começaram a produzir chás. Provavelmente, o mais notável deles é o Sri Lanka, que era conhecido como Ceilão e até hoje, o chá produzido lá é conhecido pelo mesmo nome.

Antes conhecido como Formosa, Taiwan é um país insular localizado a leste da China continental. Diferentemente da situação na Sri Lanka, os chás Taiwaneses não são mais vendidos como sendo e Formosa. Muitos dos chás produzidos em Taiwan estão entre as varieadades de chás oolong mais conceituadas.

Ao escrever um artigo sobre chá no começo do século 20 entitulado The Tea Industry of Formosa (A indústria do chá em Formosa), o jornalista Herbert Compton afirmou que ali havia uma perspectiva de um futuro brilhante para essa indústria.  Ele também observou que Formosa, como ainda era chamado, era “o lugar mais agradável para a abitação humana”.

Compton relata que de acordo com alguns contos, plantas de chás selvagens eramditas como nativas de Formosa mas sugere que seja mais provável que a planta tenha sido trazida a vizinha China. Historiadores do chá Victor Mair e Erling Hoh não vão  especificamente para quando e como o chá chegou em Taiwan mas aparentemente há registros dessa planta estar sendo cultivada já em 1701.

Em 1861, de acordo com um relatório do governo britânico, uma quantidade considerável de chá era enviada de Formosa para a terra onde se originou o chá – China – mas a produção de chá ainda era, aparentemente, uma indústria minoritária. Compton credita Englishman John Dodd por ter feito muito pela expnasão da indústria do chá nos anos que se seguiram.

Por meio século a partir de 1895, Formosa foi uma colônia do Japão e  ambas as fonts concordam que durante essa época realmente começou a dar certo. O que não é de se surpreender, dado o longo relacionamento com o chá. Claro, o Japão é mais conhecido por produzir chá verde e, mesmo sendo interessante falar sobre o como essa colônia veio a se tornar um importante produtor de chá oolong, essa será uma questão que terá que esperar um outro dia.

Adaptado de Some history of tea in Taiwan, Online Stores, Inc., and The English Tea Store Blog :
[http://blog.englishteastore.com/2014/10/23/some-history-of-tea-in-taiwan/#comment-111260]

O que é chá? (parte I)

O chá é a segunda bebida mais consumida do mundo, segundo a Associação de chá dos Estados Unidos (Tea Association of the U.S.A. Inc.) [http://www.teausa.com/14655/tea-fact-sheet].

Plantação de chá
Plantação de chá by zirconiusso

Na concepção chinesa, chá é a bebida feita a partir das folhas da planta Camellia Sinensis. Chás feitos a partir de outras folhas, flores, frutas, raízes, são chamadas de infusões. Assim, o chá verde e o chá preto, assim como o chá branco e os chás oolong são feitos a partir da mesma planta.

As classificações acima (verde, preto, branco e oolong) são dadas a partir do nível de fermentação de cada chá. Teremos um post mais aprofundado sobre elas em uma postagem futura.

Octeapus

Embalagem do infusor Octeapus
Embalagem do infusor Octeapus
Descrição do infusor Octeapus
Descrição do infusor Octeapus
Infusor Octeapus na mão
Infusor Octeapus na mão

Eu era bem contra esses infusores de plástico, sim.
Ao ganhar um de presente, (que presente criativo!) contemplei sobre os prós e contras:

Pontos positivos:
1. É bonitinho e atraente.
2. Entrete.
3. Dispensa bule, filtro e afins.

Pontos negativos
1. Demanda mais folhas para fazer o chá.
2. Não se vê as folhas ficando molhadas e os chás com folhas enroladas não se abrem por completo.
3. Não permite provar várias infusões das mesmas folhas como nos bules.

Bom para fazer chás que não se abrem sem utilizar bule e entreter.