Museu Nacional do Chá – Hangzhou, China

Eu morei na cidade de Hangzhou durante um ano, e nele fica o Museu Nacional do Chá (中国茶叶博物馆). Eu acabei visitando o museu 4 vezes, porque vira e mexe aparecia alguma oportunidade para ir lá e a entrada é gratuita. Além disso, o museu fica no meio de plantações de chá, ficando no meio de uma agradável rota para um passeio de bicicleta (algo que faço com certa frequência).

A cidade de Hangzhou, além de ser a capital da província de Zhejiang, é algumas vezes chamada de meca do chá, por ser o local de produção do Long Jing, um dos chás mais prestigiosos da China. O chá dá ainda o nome da rua em que fica o museu. Afinal, não há lugar melhor do que a rua com o nome do chá mais famoso do país para se construir o Museu Nacional do Chá.

Museu nacional do Chá. Hangzhou, China.
Continuar lendo Museu Nacional do Chá – Hangzhou, China

Sponsored Post Learn from the experts: Create a successful blog with our brand new courseThe WordPress.com Blog

WordPress.com is excited to announce our newest offering: a course just for beginning bloggers where you’ll learn everything you need to know about blogging from the most trusted experts in the industry. We have helped millions of blogs get up and running, we know what works, and we want you to to know everything we know. This course provides all the fundamental skills and inspiration you need to get your blog started, an interactive community forum, and content updated annually.

Yushan Baicha – agradecimento

Semana passada acabei de receber um chá verde chamado Yushan Baicha ( 虞山白茶 ), gentilmente cedidos por Lawrence Zhang, autor do blog A tea addict’s journal, que acompanho há alguns anos e traz boas leituras para quem entende inglês. Escrevo esta postagem como forma de agradecimento.

O chá chegou muito mais depressa do que imaginei (pouco mais de uma semana) após ele publicar um artigo no blog dizendo que estava com muitas latas de um chá verde de sua terra natal que não daria conta de tomar sozinho. Como sempre estou aberta a tomar chás que nunca provei e não tenho muitos tipos de chá verde aqui comigo, enviei um e-mail pedindo uma lata a ele. Este chá verde é originário d a província de Jiangsu, norte de Shanghai. Há “chá branco ( 白茶 )” no nome dele por suas características penderem mais a esse tipo de chá, como descreverei abaixo.

Fiquei muito contente com a agradável surpresa de recebê-lo tão rápido, e resolvi prová-lo logo na manhã seguinte (porque não posso tomar chá após determinado horário). Mas, claro, não esperei até a manhã seguinte para abrir a caixa da encomenda e ver o que havia dentro – só esperei para abrir o pacote de dentro.

Lata do chá verde Yushan Baicha (虞山白茶), enviado gentilmente por Lawrence. O nome do chá contém “chá branco ( 白茶 )” por suas características penderem mais a esse tipo de chá, como descreverei abaixo.
Folhas secas do chá verde Yushan Baicha (虞山白茶) .

As folhas secas têm um cheiro tostado e adocicado, uma mistura de cheiro de arroz tostado com flores de ipê. São cobertos por uma delicada penugem e as cores variam do cinza, verde militar e verde limão. Por ter um aspecto e aroma delicado, fiz as infusões em temperatura relativamente baixa (abaixo de 70ºC).

Primeira infusão do chá verde Yushan Baicha (虞山白茶) .

Já na primeira infusão pude notar o verde claro tomando força nas folhas. O aroma adocicado tomou conta do ambiente, e o líquido do chá em si tinha, em suas primeiras infusões, aroma de leite e deliciosas notas amanteigadas e acastanhadas, além do tostado. O chá tem um corpo notável, sedoso e aveludado. Ao fazer infusão em temperatura baixa, não notei tanto os traços de vegetais cozidos (como o brócolis), característico do chá verde.

Folhas do chá verde Yushan Baicha (虞山白茶) após quatro infusões. Ficam com um belo verde claro.

Após a quarta infusão, o traço amanteigado dava espaço para o tostado. Ainda assim, ele continuava intensamente adocicado e mesmo após mais de meia hora depois de ter bebido meu último gole, o retrogosto continua fortemente presente – o que me faz não ter vontade de ingerir nenhum outro líquido ou alimento… hahaha.

Folhas do chá verde Yushan Baicha (虞山白茶) após sete infusões.

Relato – 1ª Rota do chá em Registro

No começo do mês passado, realizei um dos meus grandes sonhos: visitar a cidade de Registro e suas fazendas de chá, participando da 1ª Rota do chá em Registro nos dias 7 e 8 de outubro. O evento foi organizado pela Escola de Chá Embahú com apoio da Infusorina, Chás Amaya, Obaatian – o chá da vovó e Prefeitura da Cidade de Registro.

Foi uma experiência única, que me permitiu conhecer um pouco mais da história do chá no Brasil e ver de perto o processo de fabricação do chá, as plantações, o clima do local, as pessoas envolvidas, ouvir suas histórias, e principalmente, sentir o carinho delas pela bebida.

ingresso07
Ingresso da 1ª Rota do Chá em Registro

 

Continuar lendo Relato – 1ª Rota do chá em Registro

Escola de Chá Embahú

Sempre passo pelo blog Chá, Arte e Vida para ler os artigos sobre chá. Na última visita, eu fui procurar um post sobre o chá Yamabuki Nadeshiko, um chá preto produzido no Japão com um processo de fermentação especial.

Nessa visita, fiquei sabendo de uma novidade agradável: a autora do blog, Yuri Hayashi, formalizou seu ofício de ensinar sobre o chá com a Escola de Chá Embahú. Ela fica em São Bento de Sapucaí, interior paulista e oferece o Curso essencial de chás, palestras, atendimento para empresas e palestras.

Site da Escola de Chá Embahú: http://escoladecha.com.br/

[Promoção] Vale-presente de U$ 6 na Teavivre

A Teavivre está distribuindo vale-presente de U$6 como parte de uma ação promocional para promover seus chás da colheita de primavera. Há também um sorteio de amostras de chá e preços especiais dos tipos de chá selecionados.

Mais detalhes no link abaixo:
http://www.teavivre.com/spring-tea/?utm_source=MadMimi&utm_medium=email&utm_content=%28firstname%2Cfallback%3DCustomer%29%2C++2015+spring+tea+is+ready%21+Let%E2%80%99s+brew%21&utm_campaign=20150416_m125350448_2015+Spring+Tea+150416&utm_term=win_spring_tea1_mail_jpg

Um blog de quem ama falar sobre chá, tomar chá, comprar chá, pesquisar sobre chá, estudar sobre chá e viver pensando em chá.